Onde e como começou o blues?

Onde e como começou o blues?

Os grandes nomes que marcaram a história do blues e sua importante participação após guerra civil americana.

Definições são sempre difíceis, porque são pontos de vista e críticas diferentes. Mas descrever o blues como um estilo musical é sem dúvida fácil aos amantes da boa música, que conhecem a origem e como começou o blues.

Com notas graves e letras expressivas, os negros americanos a partir do século XVII, faziam as canções de blues no trabalho durante as plantações de algodão, sempre relacionadas à sua fé religiosa.

O conceito de blues só se tornou conhecido depois do término da Guerra Civil Americana, período em que passou a representar a essência do espírito da população afro-americana.

Conhecido como o pai do blues W. C. Handy ouviu este tipo de música pela primeira vez em 1903, quando viajava e observava um homem tocando seu violão com um canivete.

O primeiro artista popular do gênero foi Charley Patton, na década de 20. Posteriormente, surgiram outros nomes, como Son House, Willie Brown, Leroy Carr e Bo Carter. Assim, originou o blues e as canções que embalam os dias atuais.

No início da década de 40, maiores dos negros americanos emigrou para Chicago, levando os instrumentos musicais elétricos, uma gama enorme de novas possibilidades se abriu, permitindo que os adeptos ao gênero pudessem alcançar voos mais altos.

Os anos 60 e o blues britânico

Um dos momentos mais marcantes do blues foi a apresentação de Muddy Waters em Londres no início dos anos 50.

Um marco na história do blues, em diante ganharia renome internacional e influenciaria o surgimento de outros estilos musicais, especialmente o rock n’ roll.

Com esse reconhecimento na Inglaterra, o blues alavancaria o nascimento de uma revolução na história da música ocidental. E foi da fusão do blues, com essa nova vertente, o rock, que nasceria o gênero blues-rock, que marca a nova geração de músicos no cenário mundial.

Neste estilo, marcam o cenário as bandas como Rolling Stones, Yardbirds e mais posteriormente Cream, Fleetwood Mac, Jeff Beck e Led Zeppelin teriam suas raízes totalmente fundadas no blues elétrico de Chicago.

A Era Blues

Durante os anos 70, o estilo começou a perder seu espaço para outros gêneros com elementos eletrônicos, especialmente da era Disco.

No início dos anos 80, as apresentações de blues começaram a ficar cada vez mais escassas, pois a própria moda da época rejeitava a sua tendência não-comercial, entrando em contraste com a fase “Dancing”.

Mas, o guitarrista americano Stevie Ray Vaughan, ressuscitou o gênero e ganhou novas forças. O músico começou a regravar clássicos e a criar sua própria marca, unindo elementos do blues de Chicago, como Albert King, B.B. King e Howlin’ Wolf, com o de Jimi Hendrix.

Blues no Brasil

Escutar os clássicos é algo fundamental, mas é interessante abrir opções e conhecer o que o Brasil produz de qualidade musical e como surgiu o blues no país.

As pessoas sempre perguntam sobre as bandas clássicas de blues aqui no país, segue alguns nomes do cenário nacional que se destacam em festivais e shows como Blues Etílicos, Celso Blues Boy, Bêbados e Habilisosos, O Bando do Velho Jack, Nuno Mindelis, Igor Prado e etc.

Abaixo, alguns dos grandes nomes do cenário mundial do blues:

  • Robert Johnson
  • Son House
  • Stevie Ray Vaughan
  • Luther Alison
  • B. B. King
  • Big Bill Broonzy
  • Bobby Blue Bland

Um riquíssimo cenário de Blues no Brasil. Influências do delta do Mississipi, mescladas com uma pegada de rock e elementos musicais nacionais, caracterizados no som plural e carregado de regionalismo das bandas locais.

Assim, ressurge em meio a sonoridade e eclética musical, o novo blues nacional que ganha seguidores. Ainda não como antes, como uma legião de fãs, mas uma singela seleção de ouvintes de músicas de qualidade e respeito com a origem do blues.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *